Português Italian English Spanish

Doação de múltiplos órgãos realizada no Hospital Tacchini

Doação de múltiplos órgãos realizada no Hospital Tacchini


Ao menos 8 pessoas serão beneficiadas com este gesto

Bento Gonçalves- A chegada de um novo ano é sempre um momento de fé e esperança em dias melhores. Quando se fala em doação de órgãos, então, o tema é ainda mais delicado, pois na outra ponta estão familiares enlutados com a perda de um ente querido. E foi justamente neste momento de dor, que os familiares de uma moça de 32 anos tiveram a consciência e o discernimento de tomar uma atitude pra lá de nobre doando seus órgãos.

"Era início da noite de segunda-feira, 30, quando a notícia foi dada à família. A partir disso, em seguida recebemos o sinal positivo por parte da mãe, que quer saber que sua filha está viva no corpo de outra pessoa", relata a enfermeira Ana Turmina, responsável no hospital Tacchini pela comissão interna que capta órgãos para doações, a CIHDOTT.

Ela reconhece que após o falecimento do apresentador Gugu Liberato, o tema doação de órgãos ficou em evidência. "É claro que é muito recente e que repercutiu no país todo. Isso mexe com o público em geral e aguardamos que esse nível de consciência seja cada vez maior, como é o caso da família dessa jovem", elogia Ana.

No Tacchini o procedimento realizado na terça-feira,31, teve início às 11h10min e durou até as 14h30min. "Nesta hora é importante ter na cidade a estrutura do aeroporto, pois a equipe veio do Hospital de Clínicas num avião e isso reduz muito o tempo de deslocamento. No caso de um coração, por exemplo, são apenas quatro horas entre a retirada do órgão e a realização do transplante, lembra Ana.

O Hospital Tacchini conta com total estrutura física, equipamentos e equipes treinadas para a retirada de órgãos e inclusive realiza o transplante de córneas através do Hospital São Roque, em Carlos Barbosa e que integra o Tacchini Sistema de Saúde. Até mesmo a retirada de ossos pode ser feita no Tacchini, procedimento recentemente realizado pela equipe do médico ortopedista, Dr. André Kruel.

A Comissão Intra Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) existe no Tacchini há mais de 20 anos, sendo formada equipe multiprofissional, habilitada para agir nas 24h do dia. Neste ano, registrou nesta terça-feira a décima primeira captação de múltiplos de órgãos. "É um trabalho muito delicado, pois agimos no momento mais delicado das famílias. É preciso saber acolhe-las, conforta-las sem deixar de lado parte racional, porém, totalmente humanizado e com empatia. Acho que é uma missão nobre que realizamos", reconhece.