Português Italian English Spanish

Safra da uva deve apresentar perda de 40% na produção

Safra da uva deve apresentar perda de 40% na produção


Com os prejuízos, produtores irão ficar no vermelho

Garibaldi- A estiagem verificada neste período que antecede a safra da uva, pode trazer uma das maiores perdas já verificadas. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi, Boa Vista do Sul e Coronel Pilar, Luciano Rebelatto, a falta de chuva já comprometeu a produção.

“Os grãos estão secos (passas) e as folhas praticamente caíram, sem contar que a planta (parreira), também passou por desgastes por falta de chuva e secou e para recuperar esta situação, vai um bom tempo”, comenta Rebelatto.

O presidente espera que a chuva volte em breve, pelo menos para salvar as variedades tardias. Ele comentou que a estimativa era uma quebra de produção entre 20% e 30%, mas o tempo não trabalhou de acordo e isso pode ultrapassar os 40%. Para ele, se isso ocorrer, muitos produtores ficarão no vermelho, com prejuízos consideráveis, pois tem gastos com insumos e outras despesas mais.

Preço mínimo da uva é de R$ 1,08

O valor mínimo que deverá será pago pelo quilo da uva industrial na safra 2019/2020 foi fixado em R$ 1,08. A definição foi publicada no Diário Oficial de terça-feira, 10 de dezembro e vale para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. O preço passou a ser aplicado desde o dia 1º de janeiro de 2020.

O valor representa uma alta de 4,85% em relação à última safra, quando o preço mínimo da fruta ficou em R$ 1,03.