Português Italian English Spanish

Carlos Barbosa é considerado um município infestado pelo mosquito Aedes aegypti

Carlos Barbosa é considerado um município infestado pelo mosquito Aedes aegypti

Data de Publicação: 13 de janeiro de 2020
99 cidades do Rio Grande do Sul estão em situação de alerta

Carlos Barbosa - Com o verão e o aumento das temperaturas, a proliferação do mosquito Aedes aegypti aumenta, sendo no total 99 cidades em situação de alerta ou de alto risco de transmissão da dengue, chikungunya e zika. Além de Carlos Barbosa, os municípios de Garibaldi, Caxias do Sul, Farroupilha e Bento Gonçalves estão na lista.

Entre essas 99 cidades, a situação de maior atenção é em 10 delas. Elas tiveram no último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre outubro e dezembro de 2019, Índice de Infestação Predial (IIP) superior a 4%, que indica o percentual de imóveis vistoriados onde houve a presença de larvas do mosquito. Esses municípios estão localizados majoritariamente nas regiões norte e missioneira do Estado. Abaixo, em ordem, a lista das localidades com maiores indicadores:

Posição – cidade (região) / índice

1 – Bom Progresso (Norte) / 8,2

2 – Jaboticaba (Norte) / 7,4

3 – São José das Missões (Norte) / 5,5

4 – Quinze de Novembro (Missioneira) / 4,8

5 – Alecrim (Missioneira) / 4,7

6 – Alegria (Missioneira) / 4,7

7 – Salto do Jacuí (Missioneira) / 4,5

8 – São Leopoldo (Metropolitana) / 4,5

9 – São Nicolau (Missioneira) / 4,2

10 – Tuparendi (Missioneira) / 4,1

Ao todo, foram 358 cidades que realizaram o levantamento no último trimestre. Enquanto 3% e 25% delas apresentaram, respectivamente, índices de alerta e risco, os demais 72% (ou 259 municípios) tiveram a infestação considerada de baixo risco (quando em menos de 1% dos imóveis houve a presença do Aedes). Outras 16 cidades classificadas como infestadas (quando houve a identificação de larvas do inseto nos últimos 12 meses) não realizaram o detalhamento da infestação. Somados, são 374 municípios considerados infestados no RS.

 

Medidas de prevenção contra o mosquito

A transmissão da dengue, zika e chikungunya ocorre pela picada do Aedes aegypti. O mosquito tem em média menos de 1 centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, na cabeça e no corpo. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada, não necessariamente suja. Muitos desses locais são dentro de pátios e até dentro das residências. Por isso, o cuidado para evitar a sua proliferação busca eliminar esses possíveis criadouros, impedindo o nascimento do inseto. Entre as medidas, recomenda-se:

- Tampar caixas d'água, tonéis e latões,
- Guardar garrafas vazias viradas para baixo,
- Guardar pneus sob abrigos,
- Não acumular água nos pratos de vasos de plantas e enchê-los com areia,
- Manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises,
- Manter lixeiras fechadas e
- Manter piscinas tratadas o ano inteiro