Português Italian English Spanish

Polícia trabalha para tentar elucidar morte de mulher em boate de Garibaldi

Polícia trabalha para tentar elucidar morte de mulher em boate de Garibaldi


Delegado Clovis comentou que já recebeu alguns laudos

Garibaldi- Em entrevista à Rádio Estação FM, o Delegado de Polícia Clóvis Rodrigues de Souza, comentou sobre os acontecimentos que levaram a morte de Gabriela Siqueira Goulart, 26 anos, em uma boate na cidade de Garibaldi.

A vítima foi encontrada morta em um quarto da referida boate, no dia 26 de dezembro do ano passado. Segundo o delegado, pessoas já foram ouvidas e imagens do circuito interno de monitoramento estão sendo analisadas. “São muitas horas de imagens e isso carece de um trabalho exaustivo e minucioso”, comentou o delegado.  

Ainda segundo o delegado, a mulher teria uma corda na altura do pescoço e amarrada a cortina do quarto, e outros objetos foram achados no local. O delegado comentou que já recebeu alguns laudos que serão analisados e um exame toxicológico foi solicitado a um laboratório de Porto Alegre. (Ouça o áudio)