Português Italian English Spanish

Macrorregião adotará bandeira intermediária

Macrorregião adotará bandeira intermediária


Isso resolveria a  situação de vários setores que hoje estão prejudicados

Porto Alegre-  Em reunião extraordinária na manhã desta sexta-feira,31, entre os prefeitos que integram a Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste-Amesne, ficou decidido que os municípios adotarão, já  a partir desta data, uma bandeira intermediária. O presidente da Amesne, José Carlos Breda, destacou que os decretos serão publicados pelos municípios, independente da classificação do Modelo de Distanciamento Controlado determinado pelo governador Eduardo Leite.

Breda disse que os 27 prefeitos que participaram deste encontro virtual, concordaram por unanimidade, adotar o seu sistema intermediário, entre a bandeira laranja e vermelha. Isso irá permitir condições de trabalho ao comércio, serviços, educação, alojamentos, setor alimentício, entre outros que estão sofrendo mais neste período de pandemia. A Amesne havia manifestado de criar a bandeira cor vinho.

Esta decisão de bandeira intermediária, que busca solucionar impasses, será encaminhada ao Ministério Público-MP e ao Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Prefeito Evandro Zibetti fala sobre a adoção de um novo decreto nº 3.593 de 31 de julho de 2020 com regramentos intermediários entre a Bandeira Laranja e a Vermelha no Município a partir desta tarde, 31 de julho.
São novas regras adotadas por toda a AMESNE que possibilitarão que alguns setores do comércio, educação, serviços e alimentício poderão atender ao público com restrições.

As principais mudanças são:

Alimentação:
Restaurantes à la carte, prato feito, bufê sem e com autosserviço, lanchonetes e lancherias poderão atender com 25% da capacidade autorizada pelo APPCI, dois metros entre mesas e desde que um funcionário sirva (sem autoatendimento).
Atender a Portaria SES nº 319, manter uso de máscara e álcool gel.

Comércio:
Comércio de veículos, comércio atacadista não essencial e varejista não essencial poderão atender com até três funcionários possibilitando que o cliente entre no estabelecimento. Máximo de um cliente por atendente. Comércios com mais de três funcionários poderão atender uma pessoa a cada 16m2.
Atender a Portaria SES nº 376, manter uso de máscara e álcool gel.

Educação:
Escolas de idiomas, de música, de esportes, dança e artes cênicas, arte e cultura e formação profissional, formação continuada, cursos preparatórios para concursos, treinamentos e similares poderão atender de forma individualizada ou em pequenos grupos, sem compartilhamento de materiais e sem contato físico, respeitando o teto de ocupação de 25% dos trabalhadores e 25% dos alunos ou um aluno para cada 16m2 com distanciamento mínimo de dois metros entre mesas.
Atender a Portaria SES/SEDUC 01 (com aprovação do COE Municipal), manter o uso de máscara e álcool gel.

Serviços:
Parques temáticos, atrativos turísticos, agências de turismo, passeios e excursões poderão atender com até 25% da capacidade do APPCI ou uma pessoa a cada 16m2 sem o compartilhamento de objetos.
Atender aos Protocolos da MTur e Medição de Temperatura, Portaria SES 376, manter uso de máscara e álcool gel.

https://www.facebook.com/municipiodecarlosbarbosa/videos/1158690921169639/UzpfSTIwMTUzNzU4NjU3MDIyNzozNDA4MzkxMjI1ODg0ODMx/