Português Italian English Spanish

Prefeito de Farroupilha é cassado após votação favorável ao pedido de impeachment

Prefeito de Farroupilha é cassado após votação favorável ao pedido de impeachment


Foram 10 votos favoráveis, quatro contrários e uma abstenção

Farroupilha - Em votação que iniciou às 13h e encerrou por volta das 21h desta sexta feira, 15,  na Câmara de Vereadores do município, os vereadores votaram pela cassação do mandato do  prefeito Claiton Gonçalves. Na primeira votação da denúncia que contestava a nomeação de um fiscal municipal para atuar em função privativa de advogado, foram obtidos votos suficientes para a cassação. Foram 10 votos a favor, quatro contrários e uma abstenção.

Com o afastamento imediato, assume o cargo o então vice-prefeito Pedro Pedrozo que será o  gestor de Farroupilha.


Votação nº1 -  Nomeação de um fiscal municipal para atuar em função privativa de advogado 

Arielson Arsego (MDB): sim
Deivid Argenta (PDT): não
Eleonora Broilo (MDB): sim
Fabiano Piccoli (PSB): sim
Fernando Silvestrin (PL): abstenção
Jonas Tomazini (MDB): sim
Jorge Cenci (MDB): sim
José Mário Bellaver (MDB): sim
Josue Paese Filho (PP):  sim
Maria da Glória Menegotto (Rede): não
Sandro Trevisan (PP):  sim
Sedinei Catafesta (PSD): sim
Tadeu Salib dos Santos (PP):  sim
Thiago Brunet (PDT): não
Tiago Ilha (Republicanos): não


Fato 2: Ilegalidade na suplementação de crédito orçamentário do município. Vereadores aprovaram R$ 10 mil e em cerca de uma semana houve uma suplementação de R$ 890 mil para a compra das áreas. (6 sim, 7 não e 2 abstenções)

Fabiano Piccoli (PSB): sim
Tiago Ilha (Republicanos): não
Sedinei Catafesta (PSD): se absteve 
Deivid Argenta (PDT): não
Thiago Brunet (PDT): não
Maria da Glória Menegotto (Rede): não
Jonas Tomazini (MDB): não
Jorge Cenci (MDB): sim
Eleonora Broilo (MDB): sim
José Mário Bellaver (MDB): sim
Arielson Arsego (MDB): não
Sandro Trevisan (PP): não
Tadeu Salib dos Santos (PP): sim
Josue Paese Filho (PP): sim
Fernando Silvestrin (PL): se absteve

Fato 3: Compra de terrenos. A aquisição dos imóveis não teve autorização da Câmara de Vereadores. Violação do princípio da legalidade. (10 sim, 4 não e 1 abstenção)

Fabiano Piccoli (PSB): sim
Tiago Ilha (Republicanos): não
Sedinei Catafesta (PSD): sim 
Deivid Argenta (PDT): não
Thiago Brunet (PDT): não
Maria da Glória Menegotto (Rede): não
Jonas Tomazini (MDB): sim
Jorge Cenci (MDB): sim
Eleonora Broilo (MDB): sim
José Mário Bellaver (MDB): sim
Arielson Arsego (MDB): sim
Sandro Trevisan (PP): sim
Tadeu Salib dos Santos (PP): sim
Josue Paese Filho (PP): sim
Fernando Silvestrin (PL): se absteve

Fato 4: Aquisição do software de saúde e agir de forma incompatível com a dignidade do decoro do cargo. (14 não e 1 abstenção)

Fabiano Piccoli (PSB): não
Tiago Ilha (Republicanos): não
Sedinei Catafesta (PSD): não
Deivid Argenta (PDT): não
Thiago Brunet (PDT): não
Maria da Glória Menegotto (Rede): não
Jonas Tomazini (MDB): não
Jorge Cenci (MDB): não
Eleonora Broilo (MDB): não
José Mário Bellaver (MDB): não
Arielson Arsego (MDB): não
Sandro Trevisan (PP): não
Tadeu Salib dos Santos (PP): não
Josue Paese Filho (PP): não
Fernando Silvestrin (PL): se absteve