Português Italian English Spanish

Biodigestor foi instalado na Escola Santa Luzia como projeto-piloto

Biodigestor foi instalado na Escola Santa Luzia como projeto-piloto


A instalação deste equipamento trata-se de um projeto-piloto

Carlos Barbosa- Desta vez, a EMEF de Turno Integral Santa Luzia foi designada para receber o projeto-piloto de instalação de um Biodigestor Anaeróbio.

A Administração Municipal realizou em Dezembro de 2021, uma licitação para compra de um Biodigestor Anaeróbio, orçado em R$ 13.300,00, que foi alocado na EMEF de Turno Integral Santa Luzia, localizada em Santa Luiza. A empresa vencedora da licitação foi Aquicultura GC LTDA, de Lajeado/RS, representada pelo Sr. Carlos Emílio.

A instalação iniciou nesta sexta-feira, 18, a partir das 8h. A secretária Eliani Inês Lanzarini, a equipe docente da EMEFTI Santa Luzia, a Vice-Prefeita Bea, o Engenheiro Agrônomo da EMATER local José Vicente Gabina Gabryszeswski e o representante da empresa vencedora da licitação Carlos Emílio, estiveram presentes.

O Biodigestor Anaeróbio é uma central tecnológica que acelera o processo de decomposição da matéria orgânica, transformando os resíduos orgânicos em biogás e fertilizante. O equipamento possui a capacidade de digestão de, no mínimo, quatro quilogramas de resíduos orgânicos por dia, sem a necessidade de trituração e é composto por um tanque digestor e tanque de gás, sendo o tanque de gás com capacidade para 500 a 1000 litros, contendo filtro de carvão ativado para purificação do biogás.

Além disto, possui um sistema que possibilita a liberação automática de biogás (válvula de alívio), contendo fogão de bancada adaptado para o uso de biogás como combustível com, no mínimo, uma boca. O sistema é autônomo, com capacidade de transportar o biogás do tanque para o fogão sem a necessidade de uso de energia elétrica.

O equipamento possibilitará uma geração diária de, pelo menos, quatro litros de biofertilizante natural. O Biodigestor e reservatório são completamente vedados, eliminando qualquer risco de explosão e foi devidamente instalado, com treinamento incluso para uso.

Lembrando que, a instalação deste equipamento trata-se de um projeto-piloto, com tendência a ser expandido para outras escolas do município.