Português Italian English Spanish

Rede municipal e estadual retornam aulas em Barbosa

Rede municipal e estadual retornam aulas em Barbosa


Volta às salas de aula foi marcada por descontração e restrições a serem cumpridas pelos alunos na manhã desta segunda-feira, 21

Carlos Barbosa - A segunda-feira, 21, foi marcada pelo retorno das atividades escolares em Carlos Barbosa. Alunos da rede municipal e estadual voltaram para às salas de aula e tiveram que cumprir uma série de protocolos relativos ao Covid-19, o que não impediu a descontração do momento, já que muitos deles mantiveram o ensino remoto ou híbrido durante os últimos anos. 

Em uma das escolas da rede municipal, na Pe.Pedro Piccoli, a manhã iniciou com a separação das turmas e o direcionamento dos alunos para as respectivas salas de aula. A apresentação do quadro de professores e funcionários, também se fez necessário neste primeiro dia. Enquanto isso ocorria, pais e alunos aproveitavam para se interar das novidades e receberem as recomendações referentes ao distanciamento e os protocolos sanitários que precisam ser seguidos para que não tenha nenhuma paralisação das atividades. 

A diretora Rutinéia Balbinot Salini destacou as ações do primeiro dia. "Estávamos ansiosos pela volta dos alunos, principalmente neste formato presencial. Hoje é bastante agitado até alocarmos em cada turma. Acreditamos que agora tudo vai dar certo, vamos iniciar no presencial e seguir até o final do ano letivo. Para isso, temos as orientações da secretaria de educação e repassamos para todos da escola, inclusive para os pais nos grupos de mensagens. A escola está preparada e vamos seguir todos os protocolos”. 

Na rede estadual, na Elisa Tramontina, a diretora Rosane Giussani também ressaltou o significado deste momento e os desafios da educação em 2022. "É uma alegria e emoção receber 100% dos nossos alunos em formato presencial. Passei em algumas turmas e visualizar as salas cheias, realmente o coração bate mais forte. É um começar de ano diferente, com muito mais de esperanças e com muito desafios na questão da aprendizagem e das lacunas que ficaram abertas nesse período. Mas estamos preparados para enfrentar e oferecer o melhor para os nossos alunos". 

As restrições 

Orientações para a Educação Infantil

Uso obrigatório da máscara:

- Crianças menores de três anos de idade não precisarão utilizar máscara;

- O uso da máscara em crianças acima de três anos e menores que cinco anos deverá ser feito com a supervisão direta de um adulto.

Isolamento social:

- Estudantes ou professores confirmados para a Covid-19 deverão cumprir de sete a dez dias de isolamento a partir do início dos sintomas;

- Estudantes sintomáticos com impossibilidade de testagem deverão cumprir dez dias de isolamento a partir do início dos sintomas.

O que acontece com a turma em caso de um estudante ou professor testar positivo para Covid-19:

- A partir de um caso confirmado de Covid-19 na sala de aula, o monitoramento de sintomas nos demais alunos e professores deverá ser intensificado pelo período de 14 dias;

- Os pais ou responsáveis dos demais alunos deverão ser orientados a monitorar, também no domicílio, a ocorrência de sintomas durante o período de 14 dias, sendo necessário comunicar a escola se houver a manifestação de sintomas;

- Na ocorrência de novos casos positivos (três ou mais), as atividades presenciais da turma deverão ser suspensas pelo período de dez dias, a contar do último dia de comparecimento do último caso confirmado;

- Em caso de estudantes assintomáticos que tiveram contato próximo, domiciliar, com alguma pessoa que testou positivo para Covid-19, apenas o estudante deverá ser afastado pelo período de dez dias, sem a necessidade de testagem.

Orientações para os Ensinos Fundamental e Médio

Uso obrigatório da máscara:

- Crianças entre cinco e 12 anos de idade deverão ser orientadas em relação ao uso correto da máscara e serem supervisionadas sempre que houver necessidade;

- Acima dos 12 anos, deve-se seguir as mesmas orientações que os adultos.

Isolamento social:

- Estudantes ou professores confirmados para Covid-19 e sintomáticos deverão cumprir de sete a dez dias de isolamento a partir do início dos sintomas;

- Estudantes ou professores confirmados para Covid-19 e assintomáticos deverão cumprir de sete a dez dias de isolamento a partir da data de coleta para realização do teste.

O que acontece com a turma em caso de um estudante ou professor testar positivo para Covid-19:

- Em caso de um aluno da turma testar positivo para Covid-19, deverá ser monitorada a ocorrência de sintomas nos demais alunos e afastar aqueles que se enquadrem na definição de contato próximo (sem uso de máscara) por até dez dias, podendo retornar no sétimo dia se estiver assintomático e com teste não reagente;

- Em caso de estudantes assintomáticos que tiveram contato próximo, domiciliar, com alguma pessoa que testou positivo para Covid-19, apenas o estudante deverá ser afastado pelo período de dez dias, sem a necessidade de testagem.

Retorno às atividades presenciais para qualquer ano escolar/faixa etária:

Pessoas que positivaram para Covid-19:

- Com status vacinal atualizado: deverão cumprir o isolamento de sete dias e pelo menos 24h sem sintomas antes de retornarem às atividades;

- Não vacinadas ou com status vacinal em atraso ou incompleto: deverão cumprir o isolamento de dez dias e pelo menos 24h sem sintomas antes de retornarem às atividades.

Pessoas que tiveram contato próximo com alguém positivado para Covid-19:

- Deverão cumprir o isolamento de dez dias ou de apenas sete dias se assintomáticas e com teste não reagente para Covid-19, realizado a partir do 5º dia do último contato com o caso confirmado.