Português Italian English Spanish

Hospital São Roque adota nova tecnologia para checagem beira-leito

Hospital São Roque adota nova tecnologia para checagem beira-leito


Tecnologia vai ajudar a melhorar a segurança e a agilidade dos atendimentos aos pacientes

Carlos Barbosa - Nesta semana, o Hospital São Roque colocou em funcionamento uma tecnologia que vai ajudar a melhorar a segurança e a agilidade dos atendimentos aos pacientes. A checagem beira-leito passa a ser eletrônica, dispensando a impressão da prescrição médica. 

A evolução tecnológica se tornou possível a partir da aquisição de tablets, que serão usados pela equipe de enfermagem. Ao permitir a conferência, separação e administração de medicamentos ao lado do leito, o equipamento otimiza o serviço, garantindo que os profissionais possam dedicar mais tempo e atenção às necessidades do paciente. 

Ao mesmo tempo, ele garante que o procedimento seja realizado de acordo com as especificações de segurança e em conformidade com o prescrito no Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Dessa forma, é possível reduzir as chances de erro, facilitando ainda a auditoria dos prontuários.

Com o uso de dispositivos móveis, é possível visualizar ainda uma série de dados e informações de forma imediata. Esse recurso melhora a experiência de internação e dá ao paciente uma sensação de estabilidade, que é benéfica ao tratamento.

“Nos serviços de saúde, a comunicação é o pilar que sustenta a relação com o paciente. Especialmente no setor hospitalar, a troca de informação deve ser altamente eficiente. Assim, o sistema de checagem beira leito traz uma gama de oportunidades e benefícios. Seja para a equipe de enfermagem ou para o paciente.”, descreve a coordenadora e responsável técnica da enfermagem do Hospital São Roque, Carene Carvalho. 

Os benefícios da nova tecnologia adotada pelo São Roque não beneficiam apenas pacientes e profissionais de saúde. O meio ambiente também sai ganhando com o sistema eletrônico. A estimativa é que, com o uso dos tablets, pelo menos 6 mil folhas de papel em que as prescrições eram impressas, deixarão de ser utilizadas.