Português Italian English Spanish

Aluno da Escola São Roque fica em 3º lugar no programa Jovem Senador

Aluno da Escola São Roque fica em 3º lugar no programa Jovem Senador


Esta foi a etapa do Rio Grande do Sul

Carlos Barbosa- O estudante do 3º ano da Escola Estadual de Ensino Médio São Roque, Wallace Henrique Oliveira Andrade, obteve a terceira colocação na etapa do Rio Grande do Sul do programa Jovem Senador 2022. Sob o tema “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”, o concurso de redação do Senado Federal contou com a participação de mais de 1.700 escolas do país inteiro.

Confira abaixo o texto submetido pelo estudante Wallace sob a orientação da professora Thaís Piccoli Dalzochio.

“O ano de 2022 marca os 200 anos da Independência do Brasil, momento propício para reavaliar os fatores determinantes e os ecos desse momento histórico. Apesar de haver descontentamento do povo, o movimento da Independência foi motivado e influenciado pela elite brasileira da época e, não à toa, havia grandes interesses ligados à separação de Portugal.

É plausível dizer que o que motivou esse movimento não foi a busca por liberdade e melhorias drásticas para todos, mas sim para um seleto grupo que realmente se beneficiou. A frase “Algo deve mudar para que tudo continue como está” de Giuseppe Lampedusa, corrobora essa visão sobre o momento ocorrido em 1822 e também explica o modo como a maioria da população é tratada pelos que ocupam o poder.

Assim, podemos inferir que isso já ocorria à época da Independência, mais uma ocasião entre outras nas quais a população foi usada. Desde então, os interesses do povo permaneceram em segundo plano. Como resultado, a população convive hoje com salários baixos, racismo estrutural, acúmulos de riqueza, entre outros problemas. Essa raiz histórica, portanto, justifica a desigualdade brasileira atual, já que 1% da população detém quase 50% da riqueza. Destarte, a liberdade idealizada no ato da proclamação da Independência não pode ser amplamente percebida em nossa sociedade atual.

Portanto, entende-se que a proclamação da Independência não proporcionou de fato uma revolução para o povo, o que nos afeta até os dias de hoje. Por isso, é fundamental que nossos representantes políticos, através das instâncias do governo, criem projetos que visem ao desenvolvimento para todos, buscando sanar as diferenças sociais, econômicas, raciais etc. Somente assim poderemos comemorar o fato de sermos livres e independentes”.