Português Italian English Spanish

EMEF Attílio Tosin de Garibaldi adere ao projeto Cívico-Militar

EMEF Attílio Tosin de Garibaldi adere ao projeto Cívico-Militar


Instituição passa a ter monitoria de servidores reservistas de corporações militares

Garibaldi - O Projeto Estadual de Escolas Cívico-Militares agora está inserido em Garibaldi.  Através de lei municipal sancionada em fevereiro deste ano, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Attílio Tosin passa a integrar a iniciativa, que teve a cerimônia de adesão e início dos trabalhos de monitoria dos reservistas aposentados da Brigada Militar na sexta-feira, 1º de julho.

O programa é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. 

A EMEF Cívico-Militar Attílio Tosin passa a receber dois servidores reservistas da corporação militar estadual, Primeiro Tenente João Carlos da Silva dos Santos e Segundo Sargento Jarbas Macedo Pinto, que atuarão como monitores cívico-militares, contribuindo para o aprimoramento da cidadania dos alunos, o controle da ordem dos educandos, garantindo a ética e a postura dos mesmos perante colegas, professores e comunidade escolar. “Não haverá intervenção pedagógica, apenas uma remodelagem de conduta”, esclarece a secretária municipal de Educação, Beatriz Arregui Sopelsa.

Decisão da comunidade escolar

A comunidade escolar da agora EMEF Cívico-Militar Attílio Tosin foi às urnas no dia 1º de junho de 2021 para decidir sobre a instalação do programa. Entre pais, responsáveis e professores, 115 dos 140 votantes que compareceram ao pleito foram favoráveis à adesão, representando 82,14% (Destaca-se que estes números são referentes aos alunos matriculados na escola na época da votação).

Garibaldi foi um dos municípios gaúchos selecionados para o programa, após manifestação de interesse por parte da administração municipal. “É um programa de excelência, que agrega muito à nossa comunidade escolar com valores cívicos e morais. Queremos um ensino de qualidade e essa será sempre a base do nosso trabalho”, acrescenta Chesini.